Afinal, como trabalhar o SEO para o YouTube?

/, Youtube/Afinal, como trabalhar o SEO para o YouTube?

Afinal, como trabalhar o SEO para o YouTube?

Tempo de leitura: 7 minutos

O YouTube já tem mais de 1,8 bilhão de usuários ativos por mês e 300 horas de novos conteúdos são geradas na plataforma a cada minuto. Com um cenário tão promissor, você pode aproveitar essa plataforma para melhorar a sua presença digital e se conectar com o seu público!

Embora a produção de conteúdos de qualidade seja vital para o crescimento de uma marca no site, é preciso que você atente às estratégias de Search Engine Optimization (SEO) para que o usuário encontre seus vídeos. Como? Siga as nossas dicas a seguir!

Por que investir em SEO para o YouTube?
É bem verdade que produzir bons conteúdos, por si só, já traz relevância e autoridade para a sua marca. Contudo, ninguém ganha popularidade sem ser visto.

Como mostramos na introdução deste post, há um grande volume de vídeos produzidos para o YouTube. As estratégias de Search Engine Optimization permitem que suas produções sejam encontradas pelos usuários e atinjam o seu público-alvo.

Como aumentar a presença digital usando o SEO para o YouTube?
Algumas estratégias de SEO podem melhorar o alcance de seus vídeos. Confira abaixo.

Utilize palavras-chave
No YouTube, as palavras-chave são um pouco diferentes das utilizadas pelos usuários do Google ou Bing. Na plataforma de vídeos, as pessoas procuram por muitos tutoriais, o que faz com que muitos termos sejam precedidos de “como fazer” e “how to” e daí por diante.

Diante disso, especialistas recomendam usar o Google para pesquisar palavras-chave do seu nicho de mercado e verificar, em seguida, se esses termos trazem resultados em vídeos.

O Google Keyword Planner tem ótimos recursos para verificar quantas buscas mensais as palavras-chave recebem. Ou seja, assim como na produção de conteúdos escritos, você deve fazer uma pesquisa de termos relevantes para os vídeos a serem postados no YouTube.

Tenha cuidado com o título
O título é um dos pontos mais importantes para melhorar o posicionamento de seu vídeo nos rankings de pesquisa. Ele é responsável por informar aos motores de busca qual o conteúdo abordado, pois o Google não “lê” imagens.

Procure não ultrapassar os 100 caracteres e inclua, sempre que possível, palavras-chave no início. Tenha em mente que as pessoas procuram por soluções. A marca não é uma prioridade. Portanto, caso queira colocar o seu nome/nome de sua empresa no título, deixe-o para o final da sentença.

Inclua uma descrição
A descrição também apoia o trabalho dos motores de busca para entender o conteúdo de seu vídeo. Assim, é muito importante que você utilize as palavras-chaves pertinentes para o seu conteúdo e esclareça, para o usuário, o que ele pode esperar do material — não prometa mais do que pode cumprir!

Somente os primeiros 150 caracteres dos 5.000 permitidos para o campo de descrição aparecem nos resultados da pesquisa Google. Por isso, deixe as informações mais importantes para o início do vídeo.

Poste uma boa imagem no thumbnail
A capa de seu vídeo (também conhecida como thumbnail) é um dos elementos mais importantes da sua estratégia. Assim como o nome em inglês indica, essa imagem, do tamanho da unha de seu polegar, deve sintetizar o conteúdo a ser apresentado e deve ter qualidade o suficiente para chamar a atenção do usuário com um formato reduzido.

Com essa informação em mente, procure escolher uma imagem que tenha boa composição e que transmita o conceito e o conteúdo de seu vídeo. Fique atento aos seguintes detalhes:

  • a escolha da imagem: você pode criar uma imagem que sintetize o conteúdo do vídeo ou utilizar um frame;
  • utilize entre duas a três palavras na capa, no máximo;
  • procure utilizar a palavra-chave.

As cores e a quantidade de elementos podem ajudar nessa missão, mas devem ser selecionados de acordo com o propósito de seu vídeo.

As thumbnails do Omeleteve, por exemplo, são repletas de elementos gráficos e com cores bem fortes, algo que chama a atenção do público do site, próximo da estética de quadrinhos e de filmes de super-heróis.

Já as thumbnails do canal da Monja Coen seguem a escala de cinza e retratam o rosto dela com simplicidade.

Otimize as tags
As tags permitem que você insira palavras-chaves relevantes para o conteúdo de seu vídeo.

Aproveite para usar os termos relativos à palavra-chave principal — as denominadas LSI. Elas são muito importante para os algoritmos do Google. Ou seja, caso a keyword principal seja “foto”, utilize também “imagem” e “fotografia”.

Incentive a interatividade
É legal que os usuários curtam o seu vídeo, mas a interatividade nos comentários também é importante para a indexação de seu conteúdo. Dessa forma, mantenha a caixa de comentários aberta e fique atento às discussões fora de contexto, bem como aos comentários maldosos e spammers.

Ao responder os usuários, procure agregar valor ao conteúdo, inserindo vídeos ou links que ajudem na melhor compreensão do tema. Essa é a sua oportunidade para conquistar fãs para a sua marca.

Preste atenção à duração de seu vídeo
O YouTube Analytics permite visualizar, no campo “Retenção de Público”, durante quanto tempo seus vídeos capturam o interesse da audiência. Acompanhando essa métrica, verifique em qual ponto médio o público perde o interesse e procure manter essa duração na produção de seus próximos conteúdos.

Insira legendas
Os vídeos do YouTube têm suporte a legendas. Esse recurso, pensado para pessoas que têm dificuldades de audição, trazem um benefício extra: é rastreável pelos mecanismos de busca. Portanto, você pode melhorar o seu SEO ao ativar as legendas de seus conteúdos.

O YouTube conta com uma opção de legendas automáticas. Porém, você pode adicionar uma versão própria, trabalhada para os mecanismos de busca. Assegure-se de que elas estão de acordo com o vídeo para oferecer uma boa experiência ao usuário.

Estude também o que há em comum nesses pontos de desistência para aprimorar os demais conteúdos.

Divulgue seus vídeos nas redes sociais e em seu blog
Embora essa dica pareça simples, há alguns cuidados que uma boa parte dos produtores de conteúdo se esquecem de tomar.

O compartilhamento de vídeos nas redes sociais contribui bastante com a melhoria de sua presença digital. Contudo, o Facebook dá preferência para a hospedagem de conteúdo nativo para manter o usuário o maior tempo possível na plataforma.

Isso significa que um vídeo do YouTube, entendido como um link externo, não terá tanta visibilidade quanto um vídeo hospedado no próprio Facebook.

No Twitter, os vídeos compartilhados do YouTube geram mais engajamento. Já no LinkedIn, não há espaço para a função de vídeo nativa.

Em seu blog, procure fazer o embed do vídeo (um tipo de tag HTML para media, usada para incorporar arquivos multimídia de áudio e vídeo), levando-o aos leitores de seus conteúdos. Páginas com produções audiovisuais são mais atrativas para os usuários e diversificam o consumo dos materiais disponibilizados ali.

O Marketing de Conteúdo traz uma série de lições para aprimorar a produção de vídeos para o YouTube. Uma delas é o estudo do SEO, que torna os materiais mais objetivos e os projetam para os interesses dos usuários.

Agora que você já sabe como melhorar o alcance de seus vídeos e fortalecer sua presença digital no YouTube, está na hora de aprender a usar as redes sociais para conquistar leads. Confira nosso post especial sobre o assunto!

By |2019-03-10T10:47:46-03:00outubro 25th, 2018|Categories: Estratégias de Marketing, Youtube|0 Comentários

Sobre o Autor:

Há 10 anos, viajamos com briefings interestelares, em entregas feitas na velocidade da luz e uma equipe especializada pronta para os mais inimagináveis desafios. Agora embarcamos numa nova jornada. Adentramos o universo do marketing digital e estamos prontos para muitas batalhas, conquistas e descobertas. Nossa expertise em produção audiovisual munida de técnicas de storytelling e estratégias de marketing, são os nossos diferenciais.

Deixar Um Comentário