Nosso Blog

5 dicas para apresentar vídeos no Youtube E melhorar sua performance na frente das câmeras.

Embora seja um consenso de que marketing de conteúdo traz muito benefícios para as empresas, muitas delas esbarram em um obstáculo paralisante: a arte de apresentar vídeos no Youtube. Para pequenos e médios empreendedores, a internet se tornou terreno fértil para a conquista de novos clientes e novos parceiros, mas nem todo mundo é desprovido de timidez ao se encontrar diante de uma câmera.

É preciso reconhecer que certas pessoas possuem talento para apresentar vídeos, mas isso não significa que pessoas comuns, aversas a selfies e chamadas de vídeo, não possam desenvolver essa habilidade. Na verdade, como dito anteriormente, apresentar vídeos no Youtube é uma arte. E toda arte possui técnicas a serem aprendidas.

Então, se liga em 5 dicas que separamos para você dar o seu primeiro passo como youtuber.

Dica 1: Aceite suas imperfeições

Sabe aquele youtuber super extrovertido ou aquele seu guru que domina a arte da oratória na internet? Então, todos eles começaram de algum lugar. Uns com mais dificuldades, outros com menos. Mas todos, sem exceção, aperfeiçoaram seus discursos diante das câmeras. Para isso, eles se livraram de um defeito que muitos veem como virtude: o perfeccionismo.

Aceitar suas imperfeições é, antes de tudo, uma maneira de aceitar a si mesmo. Todos nós possuímos ressalvas quanto às nossas fisionomias, quanto ao timbre da nossa voz e outras tantas características que nasceram conosco, e não importa o que façamos, continuarão. Se essa informação te fez desanimar de gravar vídeos, então mantenha a calma. Aí vai uma notícia boa: são as imperfeições que nos tornam perfeitos.

Imagine se todos nós fôssemos perfeitos. Se todos nós fôssemos lindos, ultra inteligentes e seguros… O mundo seria chato não é? Com tanta gente parecida, ninguém se destacaria. Afinal, não poderíamos identificar as peculiaridades de cada personalidade. Transforme imprevistos, erros e limitações em parte do seu discurso. Deixe-se levar pelo improviso e não interrompa uma fala só porque errou uma palavra. Um discurso perfeito, sem interrupções, torna a sua apresentação artificial e distancia o público do seu vídeo.

Tratar imperfeições com naturalidade não é motivo para que você não se atente à sua imagem pessoal. E é aí que vem a segunda dica!

Dica 2: Atente-se à sua linguagem corporal

Muitas áreas do conhecimento estudam o impacto as expressões corporais na comunicação entre as pessoas. A maneira como nos comportamos e nos expressamos influencia na forma como somos vistos. Uma voz menos enérgica pode passar a impressão de desânimo, falta de vontade por parte do apresentador em passar um conteúdo. Por isso:

Olhe diretamente para a câmera:

Muitas pessoas cometem o grave erro de olhar para a sua imagem na tela e não para a câmera. Isso distancia o público, fazendo com que ele perca a conexão com o seu vídeo. Para qualquer tipo de comunicação, olho no olho é fundamental. Fale com a câmera como se estivesse falando com uma pessoa.

Acerte sua postura:

Em linguagem corporal, ombros baixos demonstram baixa autoestima e insegurança. Mantenha sua postura ereta e evite impostar a cabeça para frente. A maioria das pessoas possui o hábito, inconsciente, de recuar a cabeça para trás, marcando o pescoço e passando a sensação de nervosismo.

Imposte sua voz:

Apresentadores de tv são ótimos exemplos das melhores práticas de impostação da voz. Muito mais que seus significados, as palavras possuem seu poder potencializado através da fala. Destacar palavras importantes no seu discurso, termos essenciais dentro da sua frase, farão a sua audiência ter atenção redobrada nos pontos principais da sua mensagem.

Exercícios de aquecimento vocal são fundamentais para que você solte a sua voz e toda a energia que precisa para entreter o seu público.  Encontre um tom equilibrado para a sua fala. Não fale nem muito baixo, nem muito alto.

Fale com o corpo:

Nosso corpo demonstra não apenas nossas emoções, mas age como complemento para o nosso discurso. Muitas pessoas cometem o erro de seguirem cegamente dicas de como gesticular os braços sem nem saber se elas refletem suas personalidades. O mais importante não é copiar aquele palestrante desinibido, mas encontrar nos seus trejeitos, maneiras de torná-los naturais diante da câmera. Solte os braços, e use-os quando necessário para organizar a sua fala. É um processo que vem de dentro para fora. Assim, a sua audiência irá captar a sua espontaneidade.

Dica 3: Não dispense o uso do TP (Teleprompter)

O Teleprompter, aos olhares mais críticos, é visto como um tiro no pé para quem quer começar a apresentar vídeos na internet. O que não passa de uma falácia. A falta de naturalidade, muitas vezes colocada na conta do TP, decorre mais do seu interlocutor que do equipamento em si.

Crescemos consumindo programas de tv em que apresentadores são guiados por TPs e não nos damos conta de que suas falas são embasadas pela leitura ao vivo bem debaixo dos nossos narizes. Mas porque isso acontece? Simples, o que conta é a maneira como você utiliza esse recurso. O TP como um meio para desenvolver outras estratégias de apresentação que são mais difíceis quando a fala é livre, sem o auxílio de um texto.

Ao ler o TP, você pode improvisar e incluir cacos (falas próprias entre os espaços de texto adequados). Para obter um resultado, adeque o seu à maneira como você fala no seu cotidiano para que ele soe mais natural. Lembre-se o seu roteiro deve refletir a sua personalidade, e consequentemente, a pegada do seu vídeo.

Dica 4: Tenha um roteiro

Roteiros são importantes para qualquer conteúdo que você for apresentar, seja em palestras, aulas ou vídeos. Isso porque um roteiro nada mais é do que um planejamento daquilo que será feito. Se ainda não sabe como elaborar um, então um artigo que escrevemos sobre como escrever um roteiro infalível para o seu vídeo.

Nem todo vídeo precisará de um roteiro nos seus moldes tradicionais. Vídeos pequenos exigem mais “roteiros mentais” que roteiros escritos. Para vídeos de conteúdo, é fundamental que você tenha um roteiro detalhado para que não deixe de passar nenhuma informação importante para o seu público.

Dica 5: Assuma uma persona

Ao se apresentar para uma câmera, inconscientemente produzimos uma imagem de nós mesmos. Basta pensar em pessoas que tentam a todo custo encontrar naturalidade, mas que acabam soando forçadas. Com certeza você conhece alguém assim na internet.

É natural do ser humano assumir diversos papéis, variando do círculo social em que se encontram. Pense em como você é na sua família, no seu trabalho, com os amigos de infância ou com as pessoas que acabou de conhecer. No vídeo, você também é outra pessoa. Encontrar a sua persona é descobrir a maneira como você deve se apresentar no seu vídeo. Use suas características para conseguir balancear energia, paixão e personalidades na frente das câmeras.

Esqueça pensamentos limitantes para que você encontre a melhor maneira. Simular carisma é o pior caminho por onde você pode seguir. Comece sendo sincero.

Não espere para a gravar seus vídeos

Começar a gravar vídeos é mais uma questão de atitude do que de estratégia. O primeiro passo consiste em apenas apertar o play. Lembre-se: a primeira barreira a ser vencida não é a técnica, é a barreira pessoal. Grave vídeos para si mesmo e se acostume com a sua imagem. Domine o assunto que irá abordar e tenha clareza do objetivo do seu vídeo.

Estudar os formatos de conteúdo é uma boa pedida para que você possa encontrar o que melhor se adequa à sua personalidade. Baixe nossos infográfico sobre os 20 tipos de conteúdos em vídeo  que você pode produzir.

Caso tenha dado o primeiro passo e precise de mais conteúdo para produzir seus vídeos, acesse nosso canal no Youtube e fique por dentro dos nossos conteúdos.

Quando subir o seu vídeo no Youtube, não se esqueça das técnicas SEO. Caso não saiba como aplicá-las. Assista ao nosso vídeo:

Inscreva-se no nosso canal do Youtube e siga-nos nas redes sociais!

2 thoughts on “5 dicas para apresentar vídeos no Youtube E melhorar sua performance na frente das câmeras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *